doutoramento ciências da comunicação

comunicação estratégica

Ano letivo 2016/17

Docente: Jorge Veríssimo e Mafalda Eiró-Gomes

Créditos (ECTS): 6
Horas de aula: 16
Número de sessões: 8
Área científica: ciências da comunicação
Língua de ensino: português

Semestre letivo: 1.º
Horário: quarta-feira, das 20h30 às 22h30
Sala: 130, Ala Autónoma

Objetivos

Pretende-se enquadrar a publicidade como um elemento do sistema de comunicação social, mas que possui objetivos pré-determinados, e verdadeiramente estratégicos.
É também objetivo revelar a publicidade como um discurso que valoriza o novo, o ideal de juventude, a cultura do efémero, a estetização dos produtos e a construção de universos imagéticos.

O objetivo da segunda parte consiste em promover a discussão e reflexão sobre qual dos cenários traçados por White e Mazur (1995) será mais pertinente para pensar o futuro das Relações Públicas. Pretende-se, assim, fomentar o pensamento crítico e a aquisição de competências que permitam a todos os que desejem tornar-se investigadores na área da Comunicação Estratégica,Relações Públicas ou da Comunicação no Interesse Público um elevado grau de conhecimento e capacidade de reflexão crítica sobre os fundamentos,problemas e desenvolvimentos desta disciplina tanto ao nível dos seus pressupostos teóricos como da sua prática profissional.

Programa

Esta unidade curricular organiza-se em unidades temáticas:
Na primeira serão abordadas as problemáticas da publicidade como estratégia de Comunicação e da relevância dos objetivos de comunicação; do discurso publicitário, da persuasão e dos apelos; das condicionantes do Consumo; e da dimensão psicológica do ato de consumo

Na segunda será abordada a noção de comunicação no quadro delimitado pelas Relações Públicas:
a) a comunicação não é uma adenda às nossas ações mas um tipo especial de ação humana, uma ação humana intencional;
b) aquilo que significamos excede o que dizemos;
c) a linguagem está imbricada na trama que são todas as nossas atividades.

As RP como uma função estratégica de integração e desenvolvimento social permitindo às organizações conhecer e adaptar-se ao meio envolvente, promovendo e fomentando a negociação entre diferentes grupos visando o desenvolvimento social e económico.

 

Bibliografia básica

Adam, J-M. & Bonhomme, M. (2000) La Argumentación Publicitaria, Madrid, Catedra

De Pelsmacker P.; Geuens M.; Van den Bergh J. (2004), Marketing Communications - A European Perspective, London: Prentice Hall

Dilenshneider,R .[2010] The AMA Handbook of Public Relations, AMA, New York

Falconi, T. [2004] Governare le relazioni: obiettivi, strumenti e modelli delle relazioni pubbliche, il sole 24 ORE, Milão

Grice, H. P .[1957] "Meaning", Philosophical Review, 66

Lipovestky, Jilles (2007) A felicidade paradoxal, Lisboa, Edições 70

Percy, Larry, Elliott, Richard (2005), Strategic Advertising Management, New York, Oxford University Press

Searle, J. R. [1969] Speech Acts,An Essay in the Philosophy of Language, Cambridge University Press, New York, reimpresso 1994

Tellis, Geradrd (2004), Effective Advertising, Sage Publications, Califórnia

Veríssimo, J. (2008) O corpo na Publicidade, Lisboa, Edições Colibri

White, J. e E Mazur, L. [1995] Strategic Communications Management, Addison, England.

Avaliação

Os doutorandos serão avaliados através de uma investigação de carácter individual.